Cursos gratuitos On Line

Home Notícias e Dicas Boas Ideias Cursos de Graça Atividades para Imprimir Cliparts Artigos Fale Conosco

Índice das Lições


Software Educativo Gratuito

Atividades para Imprimir

Super Memória

Jogos dos Erros


4
3 2 1
Página:

LIÇÃO V - Usando Apenas os Materiais Disponíveis

"Uma Atividade didática deve exercitar principalmente os músculos cerebrais..."
Jon Talber


Mãos à Obra - Criando uma Nova Atividade.
Formas Geométricas
Nesse nosso exemplo, vamos criar uma Atividade baseada no tradicional Jogo de Damas, onde o material necessário seria um tabuleiro, um modelo comum encontrado em lojas de jogos. Dependendo da qualidade, tamanho ou material do qual o mesmo seja confeccionado, o custo pode até ser bastante dispendioso. Mas, supondo que no momento não temos como dispor desse material, ou por falta de recursos, ou por dificuldade em encontrá-lo no mercado, etc.

Num caso assim teríamos que improvisar com aquilo que temos em mãos. Podemos então usar material reciclado já disponível em nosso depósito de insumos. Desse modo, teremos o custo apenas da nossa mão de obra.

O tabuleiro poderia ser feito com papelão ou folhas de isopor. O traçado quadriculado onde as peças são posicionadas, estes poderiam ser desenhados e pintados com caneta, hidrocor, grafite, lápis de cor, giz de cera, guache, anilina, etc., e as pedrinhas substituídas por tampas de refrigerante, remédios, seixos, sementes, e assim por diante.

Podemos ainda diversificar criando novas atividades cuja natureza lúdica seja bem diferente desse jogo tradicional.

Detalhamento da Tarefa
Vejamos as figuras abaixo. Na primeira figura, vemos uma seta indicando um ponto de partida e no canto inferior direito um "X" indicando o ponto de chegada. O objetivo do jogo é simples. O jogador deve sair da casa inicial, assinalada com a seta e ir pulando de casa em casa, em qualquer direção, conforme mostram as setas dentro das casas na segunda figura, até chegar a casa no canto inferior direito assinalada pela letra "X".

Tabuleiros de Jogos

Desenvolvimento e regras do Jogo:
O orientador confeccionará vários cartões com perguntas. Pode ser sobre assuntos gerais ou versando sobre um tema específico que deseje explorar naquele momento, e depois irá colocá-los numa caixa ou saco plástico. O jogador só poderá avançar para a casa seguinte, aquela que ele escolher, se responder corretamente à questão que será retirada da caixa. Caso ele não acerte, a casa será anulada. E então será colocado sobre a mesma um cartão de cor vermelha. Isso informa que o jogador não mais poderá passar por ela, devendo então ele escolher outro caminho. Se o jogador ficar sem saída, pela quantidade de erros cometidos, cederá o lugar a outro jogador que reiniciará a partida. O Jogo pode realizado individualmente ou em grupos.

Também podemos fazer esta brincadeira usando operações matemáticas básicas, ou mais complexas, problemas de lógica, e para as crianças menores, identificação de figuras, cores, formas, nomes associados à figuras, objetos, etc. Durante o andamento da tarefa o educador pode dar pistas para facilitar o trabalho das crianças.

Essa atividade, que pode ser jogada também por equipes, é bastante versátil em sua natureza, e permite ao educador muitas variações e abordagens. Vence o jogador ou equipe que chegar ao objetivo percorrendo menos casas, ou cometendo menos erros.

Outra Atividade Improvisada.
Eis outro exemplo de uma brincadeira muito comum que podemos improvisar usando apenas os materiais disponíveis e reciclados, sem custo algum, e possivelmente teremos um diferencial que pode até valorizar e tornar ainda mais atraente a diversão.

Jogo de Bolinhas de Gude de Salão.
É o jogo de bolinhas de gude. Normalmente este jogo é adequado para ser realizado ao ar livre em chão de terra, mas que pode ser adaptado para ser feito em áreas internas, sendo necessário apenas uma superfície plana.

Assim, dispondo-se de uma área que pode ser um salão, uma sala, ou mesmo uma área de corredor, vamos substituir as bolinhas por tampas de refrigerante. O modo, a forma de arremessar, sempre com os dedos, não difere daquela já usada na brincadeira tradicional com as bolas de gude. O objetivo também é o mesmo, acertar as outras tampas assim como seriam com as bolinhas de gude. Desejando os jogadores que as tampas fiquem mais pesadas, pode-se enchê-las com cascas de laranja recortadas, argila, massa de trigo embebida em água, massa de modelar, miolo de pão, sabão em barra, etc.

Tampinhas de garrafa

Vide a figura acima. Na primeira figura vemos a tampinha vazia e na seguinte temos a mesma tampinha com enchimento.

Fim da Quinta parte


4
3 2 1
Página:


CDs Educativos